domingo, 3 de janeiro de 2010

Lágrimas de Dragão [episódio 2]


Mais um domingo preguiçoso, aquele de depois do reveillon. Aproveite essa "preguiçinha" e continue acompanhando nosso blog, pois nós, nem aos domingos descansamos. Publico mais um episódio da novela, que espero eu, seja muita aguardado semanalmente.

Obrigado!

Vinicius Fuscaldy


Lágrimas de Dragão [episódio 2]


No dia seguinte, Josh acorda sobressaltado, teve uma péssima noite. Tudo parecia estranho, o ardor em sua língua parecia mais intenso agora. Dores horríveis nas juntas lhe consumiam. Uma sensação estranha na pele, uma espécie de urticária, ela estava áspera e empelotada.

__Droga! –resmunga o jovem.
__Será que esses médicos estão loucos? Eu estou realmente doente! –tosse enquanto termina de formular a próxima fase.
Um respingo de sua tosse cai sobre o tapete e o derrete fazendo um pequeno buraco.
__Que diabos é isso? –se agacha incrédulo do que acaba de lhe acontecer.
A tv liga sozinha, esqueceu-se que a pôs para despertar naquele horário e toma um susto. Vai até a cozinha em busca de água para lhe aliviar o ardor. Toma um gole enquanto observa o noticiário matinal Parece que nesta noite algumas catástrofes naturais assolaram o mundo. O vulcão Vesúvio na Itália entrou em erupção depois de quase setenta anos. O rompimento da Geleira Beardmore na Antártida. Um terremoto que desencadeou um desmoronamento no monte Kilimanjaro no norte da Tanzânia. Um maremoto no Oceano Índico que ocasionou diversas enchentes desde a Península Arábica até a Indonésia. Uma cheia repentina no lago Ness em plena Escócia, causando uma enchente que inundou a região de Highland. Uma outra cheia no Pantanal Mato-grossense brasileiro, causada pela abertura misteriosa de uma cratera, de onde ocorreu um vazamento do Aqüífero Guarani a maior reserva subterrânea de água doce do mundo. A maior tempestade de areia já registrada no Deserto do Saara. Mais um incêndio espontâneo na costa da Califórnia. Na Austrália, morte em massa de animais às margens do Lago Eyre, aparentemente por envenenamento da água. Um deslizamento devido a uma rachadura no Monte Fuji na Ilha de Honshu, a oeste de Tóquio, no Japão, causando um vazamento de lava vulcânica, mas sem erupção. Outro terremoto no alto do Himalaia em pleno planalto tibetano. E finalmente um deslizamento de terra em Machu Pichu no Peru. Tudo em uma única noite.

__Meu Deus! Eu aqui preocupado com minha saúde e o mundo acabando literalmente lá fora.

A ONU não estava medindo esforços para socorrer os países acometidos pelas tragédias, enviando tropas imediatamente. O exército da salvação e entidades filantrópicas como a Cruz Vermelha já estavam se prontificando também. Mas, a pergunta era: Por que tudo nesta mesma noite?
Os extremistas religiosos já falavam em Apocalipse. Naquela manhã fria de domingo era só o que se comentava nas ruas. Na fila do pão, no posto de gasolina, na banca de jornal.
Josh ainda se sentia muito mal. Preferiu voltar para casa. Costumeiramente de domingo ia à casa de sua mãe almoçar, mas, hoje se encontrava extremamente indisposto e realmente estava estarrecido com tais notícias. Deu um telefonema e avisou que hoje não iria até lá desfrutar do farto almoço. Decide por dormir mais um pouco, tentando distrai-se do mal estar.

__Como estou me sentindo mal! –diz enquanto se revira na cama de um lado ao outro.
Suas dores nas juntas estavam insuportáveis e sua língua parecia querer saltar boca à fora. A pele de Josh estava rubra e quase que escamosa.
__Será que foi algo que comi? Uma intoxicação talvez? Vou tomar um antialérgico.
Caminha até o banheiro e toma duas pílulas do remédio, seus olhos fitam um calmante.
__Acho que vou precisar. –pensa enquanto se apodera de um punhado de cápsulas.
Engole tudo de uma vez com alguns goles de água da torneira. Deita-se novamente. Dessa vez tomba em um sono profundo. Descanso afinal.


Continua...


fonte foto: Caderno de Notas blog

Um comentário:

Cris Linardi disse...

Eita, Vinnie, essa história tá ficando cada vez mais interessante! Mas tá difícil de aguentar a ansiedade!!!!
Beijos!

Postar um comentário