quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Natal e Família Nos Dias de Hoje


Quinta feira, e já espero que vire um costume de vocês aguardarem por meus posts aqui! Além de ser quinta é também véspera de natal. Gostaria de compartilhar aqui alguns questionamentos acerca desta data e de coisas que ela nos remete.

Sempre que penso em natal, lembro-me da casa de minha falecida avó Adalcy, em Villar dos Telles, na baixada fluminense do Rio de Janeiro. Nos reuníamos na varanda dela, todos os tios e primos juntos. Família, é o que me lembra. Era mais do que a troca de presentes, mais do que comermos em mesa farta (de acordo com as posses de cada um), mas na verdade era só uma desculpa para estarmos juntos. Estar com quem amamos, termos tempo para dizer e demonstrar o quanto gostamos delas, é isso que importa.

Minha avó faleceu em outubro deste ano com 80 anos de idade. Não tive a chance de dar um último beijo nela, nem cheguei a dizer o quanto a amava. Ai seu o tempo voltasse! Mas, eu estava trabalhando, estudando, e atropelado na rotina, construindo meu futuro. E acabei esquecendo que tenho um passado, com pessoas que amo e que são meu alicerce de caráter e direcionamento de vida. Não pude ir nem ao enterro também, por conta de compromissos “mais importantes”.

Gostaria que vocês hoje, refletissem sobre isso. Quanto tempo dedicamos a quem julgamos importantes na nossa vida? Quantas vezes dizemos eu te amo, para nossas mães, pais, filhos, irmãos, esposas, namoradas? Um dia podem se sentir como eu, impotentes, sem chance de dar um simples adeus a alguém que amam.

Por isso eu faço um apelo, não tenham vergonha de amar,nunca. E não tenham vergonha de expressar esse amor.

Na verdade foi um desabafo, mas, com essa experiência gostaria de tocar o coração de todos que lerem esta matéria. Amem, sempre, sem reservas.

Um feliz natal a todos.



P.S: Esse é nosso primeiro natal sem ela :o(




fonte foto: Blog Canção Nova

Um comentário:

Cris Linardi disse...

Vi, que coisa linda. Adorei sua mensagem e sim, eu espero ansiosamente sua postagem às quintas, bem como a das outras meninas, claro, né?
Acho que sua iniciativa foi ótima, afinal estamos na véspera. Eu também postei sobre o Natal, mas vc sabe, existem duas mulheres em mim: a poeta sensível e a durona implacável. Acabei postando sobre o verdadeiro sentido do Natal, mas fui um pouco dura, como sempre. Espero que o tempo e o amor amaciem esta alma, mas eu sou super amorosa, você e meus amigos sabem disso.
Meu querido, desejo-lhe o melhor em 2010: muitos melhores textos, muitas melhores músicas, muito mais inspiração, mais foco nas coisas 'realmente importantes', pq eu também acho que vc se dispersa demais, mas isso é coisa de artista talentoso.
Estendo a todos os leitores um belo Natal e que esta não seja só uma desculpa para trocarmos 'eu te amos', mas que seja mais um dos dias que nos dispomos a amar de verdade!
Beijos!

Postar um comentário