terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Três Tempos

"Fui uma alegria diária
um desejo, um sentimento, uma ação.
Fui uma válvula de escape
uma aventura, intensa distração.

Hoje, sou abstinência
uma antífrase mal compreendida
Uma entrelinha, um espaço
que por entorpecentes fora substituída.

No futuro, serei o inesperado.
Talvez o presente.
Talvez o pretérito.

Amanhã,quem sabe,
serei um sorriso, um bom motivo
ao invés de dificuldades, solução!
Ou, quem sabe, serei saudade,
vaga lembrança...desilusão."

Novata e sem total experiência no 'mundo dos blogs', inicio meu primeiro post com uma enorme dúvida: O que eu vou postar?!
Pedi ajuda a minha querida e amada (idolatrada, salve! salve!) Mamãe, que como uma boa conselheira, me incentivou a publicar minha primeira poesia, para combinar com esse clima de primeira vez, etc. Pois é, recentemente descobri que podia escrever poesias para ‘aliviar’ os sentimentos e também, admito, por pura influência dos meu caros colegas de classe. O resultado aparentemente foi bom, mas acredito que com o tempo tudo há de melhorar.

3 comentários:

Cris Linardi disse...

Carol, que lindo!! Adorei, linda! Singelo como você e conselho de mãe é sempre válido!!!
Mil beijos!

Vinicius Fuscaldy disse...

Bom, o que dizer sobre a nossa mascote e "letreira" mais fofa da trupe? Carol, você é novata sim, mas, escreve com uma propriedade e maturidade de veterana. Tens um potencial enorme e ainda ouviremos falar muito de nossa menina prodígio Carol Ducci. Toda a sorte do mundo e multiplique por dois os beijos da Cris.

M. F. Gomes disse...

Lindaaaaaa! Muito bom mesmo, novata! rsrsrs Vcoê é ótima, "Carols"... Já sou fã de seus textos há algum tempo viu. Desejo muito sucesso em sua carreira, menina de ouro! BjO

Postar um comentário